FANDOM


(Casamento de Afrodite)
(História)
Linha 27: Linha 27:
 
Atena era filha de [[Métis]] e [[Zeus]]. Uma profecia havia predito uma vez que [[Métis]] daria à luz um filho mais poderoso que seu pai, que era [[Zeus]]. Isto colocou um problema porque [[Métis]] já estava grávida com seu primeiro filho. Para evitar que a profecia acontecesse, [[Zeus]] enganou [[Métis]] para tomar a forma de uma mosca e engoliu-a. O que [[Zeus]] não sabia, era que [[Métis]] estava grávida de sua filha.
 
Atena era filha de [[Métis]] e [[Zeus]]. Uma profecia havia predito uma vez que [[Métis]] daria à luz um filho mais poderoso que seu pai, que era [[Zeus]]. Isto colocou um problema porque [[Métis]] já estava grávida com seu primeiro filho. Para evitar que a profecia acontecesse, [[Zeus]] enganou [[Métis]] para tomar a forma de uma mosca e engoliu-a. O que [[Zeus]] não sabia, era que [[Métis]] estava grávida de sua filha.
   
Com o tempo, no entanto, [[Zeus]] eventualmente começou a experimentar terríveis dores de cabeça [[Hefesto]] se ofereceu para ajudar [[Zeus]], dividindo sua cabeça com seu martelo e furador. Enquanto a maioria dos outros [[Olimpianos|olimpianos]] mantinham [[Zeus]] em seu trono, [[Hefesto]] golpeou seu machucado na cabeça de seu pai com um golpe poderoso, criando uma fissura, suficientemente grossa para que Atena se espremer para fora, depois ela cresceu em uma deusa de corpo inteiro, para o espanto dos outros deuses. [[Hefesto]] subsequentemente costurou a fissura na cabeça de [[Zeus]].
+
Com o tempo, no entanto, [[Zeus]] eventualmente começou a experimentar terríveis dores de cabeça. Então, [[Hefesto]] se ofereceu para ajudar [[Zeus]], dividindo sua cabeça com seu martelo e furador. Enquanto a maioria dos outros [[Olimpianos|olimpianos]] mantinham [[Zeus]] em seu trono, [[Hefesto]] golpeou seu machucado na cabeça de seu pai com um golpe poderoso, criando uma fissura, suficientemente grossa para que Atena se espremer para fora, depois ela cresceu em uma deusa de corpo inteiro, para o espanto dos outros deuses. [[Hefesto]] subsequentemente costurou a fissura na cabeça de [[Zeus]].
   
 
Apesar das dúvidas dos outros deuses, [[Zeus]] insistiu que eles acolheram Atena em suas fileiras, e ela oficialmente se tornou uma das Olimpíadas, bem como a Deusa da Sabedoria e da Guerra. Ela ensinou aos gregos inúmeras habilidades essenciais para a sua evolução, como a matemática, utilizando os bois para arar seus campos e atividades artesanais, como a tecelagem. Ela também inventou o freio, o que permitiu homens para domar cavalos para ser efetivamente usado. Apesar de ser a Deusa da Guerra, Atena não gostava de combate, mas preferia aceita-lo como uma necessidade inevitável às vezes, e estava mais focada em minimizar as baixas e alcançar a vitória através de estratégias sábias. Assim, ela rapidamente se tornou a filha favorita de [[Zeus]].
 
Apesar das dúvidas dos outros deuses, [[Zeus]] insistiu que eles acolheram Atena em suas fileiras, e ela oficialmente se tornou uma das Olimpíadas, bem como a Deusa da Sabedoria e da Guerra. Ela ensinou aos gregos inúmeras habilidades essenciais para a sua evolução, como a matemática, utilizando os bois para arar seus campos e atividades artesanais, como a tecelagem. Ela também inventou o freio, o que permitiu homens para domar cavalos para ser efetivamente usado. Apesar de ser a Deusa da Guerra, Atena não gostava de combate, mas preferia aceita-lo como uma necessidade inevitável às vezes, e estava mais focada em minimizar as baixas e alcançar a vitória através de estratégias sábias. Assim, ela rapidamente se tornou a filha favorita de [[Zeus]].

Edição das 20h26min de 1 de Agosto de 2020

Uma vez te avisei, Percy Jackson, que para salvar um amigo, você destruiria o mundo. Talvez eu estivesse enganado. Você parecia ter salvado seus amigos e o mundo.

–Atena, conversando com Percy no Olimpo, em O Último Olimpiano

Atena é a deusa grega virgem da sabedoria, artesanato, artes úteis e estratégia de batalha. Ela é filha de Zeus e Métis, e seus símbolos incluem coruja, Aegis e a oliveira. Sua contraparte romana é Minerva.

História

Atena era filha de Métis e Zeus. Uma profecia havia predito uma vez que Métis daria à luz um filho mais poderoso que seu pai, que era Zeus. Isto colocou um problema porque Métis já estava grávida com seu primeiro filho. Para evitar que a profecia acontecesse, Zeus enganou Métis para tomar a forma de uma mosca e engoliu-a. O que Zeus não sabia, era que Métis estava grávida de sua filha.

Com o tempo, no entanto, Zeus eventualmente começou a experimentar terríveis dores de cabeça. Então, Hefesto se ofereceu para ajudar Zeus, dividindo sua cabeça com seu martelo e furador. Enquanto a maioria dos outros olimpianos mantinham Zeus em seu trono, Hefesto golpeou seu machucado na cabeça de seu pai com um golpe poderoso, criando uma fissura, suficientemente grossa para que Atena se espremer para fora, depois ela cresceu em uma deusa de corpo inteiro, para o espanto dos outros deuses. Hefesto subsequentemente costurou a fissura na cabeça de Zeus.

Apesar das dúvidas dos outros deuses, Zeus insistiu que eles acolheram Atena em suas fileiras, e ela oficialmente se tornou uma das Olimpíadas, bem como a Deusa da Sabedoria e da Guerra. Ela ensinou aos gregos inúmeras habilidades essenciais para a sua evolução, como a matemática, utilizando os bois para arar seus campos e atividades artesanais, como a tecelagem. Ela também inventou o freio, o que permitiu homens para domar cavalos para ser efetivamente usado. Apesar de ser a Deusa da Guerra, Atena não gostava de combate, mas preferia aceita-lo como uma necessidade inevitável às vezes, e estava mais focada em minimizar as baixas e alcançar a vitória através de estratégias sábias. Assim, ela rapidamente se tornou a filha favorita de Zeus.

Palas

Pouco depois de sua saída da cabeça de Zeus, seu pai a enviou para viver com as ninfas do lago Tritonis, uma vez que sua natureza guerreira e esteticismo apelava para ela. Atena iria se dar bem com eles, e viria a se tornar um mestre de ambos os armados e mão-a-mão combate sob a tutela. Sua amiga mais querida, no entanto, era uma garota chamada Palas, a única ninfa capaz de igualar a prodigiosamente qualificada Atena em combate.

Eventualmente eles se envolveram em outro jogo de luta, mas eles lutaram com tanta velocidade e intensidade, que Zeus, que por acaso estava assistindo eles no momento, confundiu com um verdadeiro duelo mortal. Preocupado com a segurança de sua filha, Zeus apareceu no céu logo atrás de Atena e ergueu seu terrível escudo de Aegis, o que assustou Palas. Atena procedeu a desarmar a amiga de seu dardo e contra-atacou, apunhalando o intestino de Palas. Sua amiga assustada era muito lenta, no entanto, Atena acabou acidentalmente perfurando-a com sua espada.

Esta estátua terminaria eventualmente acima na cidade de Tróia, tornando-se sabido como o santuário do Paladium (lugar de Palas), com as mulheres que estão sendo permitidas reivindicar o santuário lá de Atena, quando os homens foram proibidos de mesmo olhar a estátua. Uma vez que a estátua de Palas se parecia muito com a própria Atena, pessoas confusas acabariam por se referir à deusa como "Palas Atena", que a deusa encorajou, pois a ajudou a manter viva a memória de Palas.

Atena também era conhecida como "Atena Partenos" ("Atena a Virgem"), que era como ela era adorada no Partenon ateniense. Este também seria o nome de sua estátua que estava lá, que eventualmente se tornar a estátua grega mais famosa de todos os tempos. Quando ela lidera na batalha, ela era conhecida como "Atena Promachos".

Hefesto e Erictónio

Hefesto conseguiu desenvolver fortes sentimentos não correspondentes por Atena, tanto mais porque eles tinham interesses semelhantes em ferramentas e artesanato, respectivamente, bem como uma propensão para resolver problemas mecânicos. Infelizmente para ele, no entanto, Atena, é uma das Deusas Virgens (junto com Héstia e Ártemis), era incapaz de romance, e nunca desejava se casar com ninguém. Um Hefesto apaixonado não seria desiludido, no entanto, persistentemente seguido e flertou com a bela deusa, finalmente arremessando-se em Atena, envolvendo seus braços em torno de sua cintura, enterrando com lágrimas seu rosto em sua saia. No processo, alguns de seus suor divino e lágrimas esfregaram na perna nua de Atena onde a saia estava dividida, muito para seu desgosto. Ela chutou Hefesto e agarrou um pedaço de pano para limpar a humidade divina fora dela, jogou o pano fora do Olimpo, e fugiu de seu admirador persistente.

O pano, contendo a essência de Hefesto e Atena, consequentemente se transformaria em um bebê mortal, Erictónio, um filho mortal de ambos os deuses. Atena colocou seu filho em um baú de madeira, junto com uma serpente magicamente conjurada, com a intenção das qualidades divinas de Erictónio eventualmente sendo reforçada pela serpente, tornando-o imortal. Atena então levou o baú para a Acrópole ateniense (seu lugar mais sagrado) e deu-o às filhas de Cécrops (o primeiro rei de Atenas), e as avisou para não abri-lo. Enquanto as princesas concordavam, elas seriam superados com curiosidade depois de apenas uma noite, elas abriram o baú. No entanto, vendo Erictónio e a serpente tornaram-se insanas, e elas rapidamente saltaram do penhasco da Acrópole, caindo em pedaços até a sua morte. Como resultado, o feitiço foi quebrado antes que Erictónio pudesse tornar-se imortal, e a serpente se afastou, e induzindo Atena para levantá-lo ela mesma. Atena eventualmente acabaria com sua vingança contra o pai das meninas, Cécrops, a quem um Erictónio crescido iria banir, usurpando seu trono ateniense..

Enquanto Atena continuou a ser uma deusa virgem, que a fez ter muito pouco semideuses filhos depois, com eles sendo concebido quando seus pensamentos divinos atender a ingenuidade mortal de homens que ela favorece, um amor que ela acredita ser o do tipo mais puro. Seus filhos são então nascidos da mesma forma que ela era, literalmente tornando-os crianças cérebro. Não se sabe se qualquer outra deusa pode dar à luz filhos de maneira semelhante. Uma de suas mais famosas crianças semideuses seria Dédalo.

Casamento de Afrodite

A deusa do amor e da beleza, Afrodite, estava causando muitos problemas no Olimpo devido à sua radiante beleza. Hera, sentindo que sua divina família estava prestes a se desfazer, estava determinada a evitar isso, e apressadamente ordenou que os outros olimpianos se calassem. Como a deusa do casamento, ela sentiu a obrigação de escolher o marido perfeito para a nova deusa, e proclamou que um par perfeito era seu filho Hefesto, muito para Ares e Afrodite da consternação. O próprio Hefesto ficou tão surpreso que caiu do trono. Atena concordou rapidamente com Hera também, apontando que se Afrodite se casasse com qualquer outra pessoa, todos os outros deuses masculinos nunca parariam de lutar por ela, enquanto seria quase impossível para eles estarem ciumentos de Hefesto. Daí, Zeus casou eles, então e ali, com Hefesto prometendo ser um marido amoroso.

Pandora

Quando seu pai Zeus decidiu criar a irresistível Pandora (a fim de punir Epimeteu pelas ações de seu irmão Prometeu), Atena ajudou dando a menina inteligência e curiosidade, além de ensinar a tecelagem e artesanato.

Inventando a Flauta

Um dia, Atena, caminhando no bosque perto de Atenas, descobriu um ninho de cobras sibilantes, dando-lhe uma súbita ideia de um instrumento musical, que ela iria moda de uma cana esvaziada com buracos, criando assim a primeira flauta.

Orgulhosa de sua realização, Atena levou a flauta até o Monte Olimpo, ansiosa para se apresentar diante dos outros deuses. Assim que ela começou a tocar, no entanto, Afrodite, Hera e Deméter começaram a rir e cochichando uma com a outra, com Deméter e Afrodite eventualmente apontando que as características faciais de Atena se contorcem comicamente enquanto ela joga. Uma embaraçada Atena fugiu em humilhação e atirou a flauta do Olimpo, amaldiçoando-a para dar a pior fortuna à próxima pessoa para tocá-la.

Desde que a flauta desembarcou na Ásia Menor, essa pessoa acabaria sendo o sátiro Marsyas, que estava tão atordoado pela bela música que criou (já que tinha sido preenchido com o sopro de Atena), que ele realmente desafiou Apolo a uma música concorrência. Devido à maldição de Atena, no entanto, Marsyas perdeu e foi posteriormente esfolado vivo por um Apolo vitorioso.

Tirésias

Uma noite, Atena iria para um buraco de natação no centro da Grécia, para fins de relaxamento. No entanto, enquanto a deusa nua estava se banhando debaixo de uma cachoeira, ela ouviu o grito de um homem mortal chamado Tirésias, que acidentalmente se deparou com ela. A atordoada e envergonhada Atena imediatamente cegou Tirésias. No entanto, uma vez que ele estava muito apologético, a deusa enviou com simpatia pássaros e cobras para levá-lo e protege-lo (dando-lhe a capacidade de compreender a sua língua), e também lhe deu poderes sobrenaturais de precognição, que levam a Tirésias tornando-se um grande profeta pouco depois.

Humilhação de Afrodite

Um dia, quando Hefesto fingiu partir para Lemnos, Ares e Afrodite se retiraram para o quarto dele, mas foram aprisionados e imobilizados por uma rede de ouro incansável, logo que eles pularam na cama. Um Hefesto retornado então continuou a levar o resto dos deuses em seu quarto, determinado a humilhar o par de batota. Atena aproveitou a oportunidade para zombar de Afrodite.

Rivalidade com Aracne

Arachne

Arachne, sua inimiga

Há muito tempo, a Aracne uma mortal desafiou Atena para ver quem poderia criar a melhor tapeçaria. Atena então disfarçou-se como uma mulher velha e tentou advertir Aracne que seria tolice desafiar uma deusa, mas Aracne persistiu e afirmou que se ela perder, ela aceitaria qualquer castigo. Enfurecida, Atena revelou-se e aceitou o desafio como ela própria tinha inventado, tecelagem. Cada uma delas fez uma tapeçaria. A tapeçaria de Atena era dos deuses juntos em glória e alegria enquanto Aracne mostrava os deuses fazendo tolos de si mesmos. Atena ficou tão furiosa com este insulto deliberado aos deuses que ela destruiu a tapeçaria em raiva e foi declarada vencedora.

Aracne estava cheia de culpa e se enforcou. Atena, depois de ver o corpo de Aracne, sentiu-se responsável por sua morte e decidiu fazer-lhe um favor. Transformou Aracne em uma aranha para que ela e todos os seus filhos fossem tecelões peritos para sempre. Em outras versões do mito, Atena transformou Aracne em uma aranha diretamente após o combate como parte do castigo de Aracne.

Seja qual for a razão, desde então cada criança de Atena tem sofrido um profundo medo de aranhas. Eles são muito paranoicos que cada aranha que eles veem está fora para obtê-los e vingar Aracne. Na maioria das vezes, isso é verdade, como as aranhas são mostrados para ser hostil a eles.

Rivalidade com Poseidon

Por muitos éons, Atena e Poseidon tiveram uma rivalidade entre eles, que pode ser rastreada até o momento em que competiram para o cargo de patrono da cidade de Atenas (chamada Ática na época). O líder da cidade pediu aos dois deuses que desse um presente para a cidade recém-construída. Poseidon criou uma fonte de água salgada e cavalos, enquanto Atena lhes dava a oliveira. Vendo que a oliveira era mais útil do que a fonte de água salgada e os cavalos, o líder da cidade Cécrops fez Atena sua deusa padroeira. Um templo conhecido como o Partenon foi dedicado a ela, e a cidade nova fez exame do nome de Atenas em sua honra.

Outro momento que marca um conflito entre os dois olimpianos foi quando Atena transformou Coronis (quem Poseidon estava tentando seduzir) em um corvo. Como resultado, um Poseidon furioso desejava vingança. Por isso, tornou Medusa, sua nova amante, no templo de Atena. Furiosa com Poseidon e Medusa por fazer atos repugnantes e perturbadores em seu templo, Atena transformou Medusa em uma criatura hedionda que tinha a maldição adicional de transformar qualquer um que olhasse em seus olhos irresistíveis em pedra. Como as irmãs de Medusa a ajudaram a entrar no templo, elas também foram transformadas. Coletivamente, as três irmãs são conhecidas como as "Três Górgonas". Mais uma vez, ambos estavam em desacordo sobre Odisseu. Enquanto Poseidon estava furioso com ele por cegar seu filho Polifemo, Atena o favorecia acima de todos os outros mortais, e estava sempre disposto a ajudar Odisseu quando mais precisava dele.

Embora pareça improvável que Atena e Poseidon jamais cooperassem, isso aconteceu quando a carruagem foi inventada, como Atena tinha construído a própria carruagem e Poseidon tinha criado os cavalos necessários para puxá-lo. Poseidon e Atena também estavam do mesmo lado durante a Guerra de Tróia, pois ambos tinham apoiado os gregos.

A rivalidade de Atena com Poseidon parece ser a base de sua aversão para Percy Jackson, filho de Poseidon. A rivalidade de seus pais não parece afetar Percye Annabeth Chase. Atena, no entanto, diz a Percy que ela não aprova seu relacionamento, e disse a ele para ficar longe de sua filha em várias ocasiões. No final da série, ela parece ser mais civilizada com Percy, embora ela chame suas roupas como um aviso, se ele alguma vez machucar Annabeth.

Distúrbio Olimpiano

Enervada com as infidelidades de seu marido e ditatorial maneiras, Hera decidiu iniciar um golpe de estado, e Atena estava entre aqueles (Apolo e Poseidon), que a assistiu em seus planos - fornecendo as cordas mágicas com que eles costumavam amarrar Zeus assim ele não poderia escapar. Infelizmente para eles, a ninfa do mar, Tétis, ouviu os gritos de Zeus em busca de ajuda, mas ela só concordou em ajudar a libertá-lo depois que ele prometeu ser misericordioso com os manifestantes. Com a ajuda combinada de Tétis e Briares, Zeus foi libertado das cordas mágicas de Atena e, posteriormente, agarrou seus raios e invadiu a sala do trono onde os deuses estavam tendo seu encontro. Depois de desencadear sua ira divina sobre eles, ele puniu quase todos os rebeldes por sua traição.

Guerra de Tróia

Durante a Guerra de Tróia de 10 anos, Atena (juntamente com Hera e Poseidon) apoiou os gregos, na maioria das vezes o herói Odisseu, a quem ela finalmente deu a idéia do Cavalo de Tróia. Ela também ajudou o herói Diomedes derrotar Ares em um duelo. Ela mais tarde iria ajudar Odisseu novamente várias vezes durante sua longa viagem de volta para casa de Itaca.

Atena disfarça-se como uma guarda florestal no Hoover Dam, e aconselha Percy sobre como escapar, apesar de suas dúvidas sobre ele. É provável que seu desejo de ver Annabeth a salvo compensasse sua desaprovação dele, consequentemente a razão que o ajudou.

No solstício de inverno, quando Zeus pede a sala se Percy deve ser deixado vivo como ele poderia ser perigoso, Atena, junto com Ares e Dionísio, não levantam suas mãos para defendê-lo, mas eles foram out-governado pela maioria. Atena depois diz a Percy para não julgá-la muito duramente e que ele é um grande risco a tomar. Percy responde dizendo: "Então você está dizendo que não deveria correr riscos?" Ela concorda com seu ponto, mas depois informa-o de sua falha fatal, que é uma intensa lealdade pessoal. Percy está indignado com o pensamento de que o desejo de ajudar aqueles que ele ama pode ser considerado uma falha, mas Atena lhe diz que as falhas mais perigosas são aquelas que são boas sob as circunstâncias certas e que, como herói de uma profecia, sua falha poderia causar a queda do mundo. Percy quer discutir, mas fica sem palavras, pensando "ela é muito esperta".

Atena era "muito inteligente", e Percy faz uma nota que ela seria um dos piores deuses a ter como um inimigo, como ela é inteligente e não iria cometer um erro ou agir precipitadamente, mas iria continuar a caça você para baixo. A deusa sai depois de adverti-lo de que ela não aprova seu relacionamento com sua filha.

Personalidade

Quanto aos deuses, Atena podia ser útil, simpática e bondosa até mesmo para aqueles que inicialmente a ofendiam. Um exemplo pôde ser visto em deuses gregos de Percy Jackson: uma vez, cegou Tirésias, um homem mortal que a viu banhar-se nua. No entanto, depois que ele explicou sua falta de intenções nefastas e quão apologético ele estava sobre o incidente, a raiva de Atena esfriou e, embora ela se recusou a revogar sua maldição de cegueira, ela deu a ele uma equipe e a capacidade de entender a linguagem dos pássaros.

Atena também era conhecida por sua frequente assistência de heróis em suas missões, mesmo que esses heróis não fossem seus próprios filhos (como Reyna, a quem ela concede parte de sua própria Aegis e sua força na batalha com Órion) ou eram filhos de seu rival mais amargo (como Percy, a quem ela ajudou em um ponto enquanto ele estava na Hoover Dam).

No entanto, como demonstrado pelos deuses gregos de Percy Jackson, Atena poderia ser orgulhosa e severa - ela puniu Aracne transformando-a em uma aranha quando sua competição de tecelagem terminou em um empate. Como as outras divindades, ela também tinha um lado sombrio: ela transformou Medusa e suas irmãs nas terríveis Górgonas apenas para voltar a Poseidon, que tinha cometido atos provocadores no templo de Atena com sua amante. Outro exemplo seria ela amaldiçoando a própria flauta que ela criara apenas porque tocá-la grotescamente alterou seus traços faciais, o que por sua vez induziu suas deusas companheiras a provocá-la. Por último, mas não menos importante, seria o caso em que Paris escolheu Afrodite como a deusa mais bonita em vez dela ou Hera - ela tomou o lado dos gregos na Guerra de Tróia e fez tudo o que estava ao seu alcance para derrubá-lo, o que também é um testamento definitivo de sua vaidade e sua capacidade de vingança.

Como a Deusa da Sabedoria, Atena é excepcionalmente disciplinada, inteligente e brilhante. Ela sempre tomou precauções antes de agir, e era o tipo de pessoa que desaprovava assumir riscos consideráveis, o que era a razão para ela votar contra deixar Percy viver em A Maldição do Titã. Embora isso obviamente deixou Percy com uma opinião negativa dela, e fez com que ela parecesse um pouco frio e calculista, ele ainda estava forçado a admitir com as razões de sua perspectiva, bem como sua opinião de suas fraquezas, e realmente observou que ela poderia ser o pior inimigo que alguém poderia fazer, pois ela nunca desistiria ou cometeria um erro precipitado simplesmente porque ela o odiava.

Na batalha, Atena é uma guerreira feroz, astuta e extremamente imprevisível, bem como um magnífico tactician. Apesar de sua calma e comportamento reservado, ela poderia tornar-se intensamente focada em um duelo, na medida em que se poderia facilmente acreditar que ela e seu parceiro sparring foram realmente lutando até a morte. Um exemplo disto pode ser visto nos deuses gregos de Percy Jackson, onde Atena sparred com seu amigo, Palas, tão viciosamente que um Zeus preocupado interveio, que por sua vez levou à morte brutal de Palas. Percy, em particular, especulou que Atena seria um adversário absolutamente aterrorizante, bem como uma força inexpugnável a ser contada com - sua sabedoria, sua astúcia, e sua excelente capacidade de cálculo significava que se ela fosse fazer um plano para destruir um adversário, nunca falharia. Por causa disto, ele faria um inimigo dez vezes pior do que Ares (um dos mais violentos e sanguinários olímpicos), ou Dionísio (ainda poderoso e perigoso quando despertado para o ponto de ruptura), ou mesmo Poseidon (um dos três mais poderosos olímpicos de todos).

Apesar de suas falhas, Atena ainda tinha qualidades altamente admiráveis: ela ama todos os seus filhos semideuses, e é realmente a única divindade conhecida que reivindica seus filhos no nascimento. Uma vez ela deu a sua filha, Annabeth, o presente de um boné que tornou seu portador invisível. Em um dos sonhos de Percy n'A Batalha do Labirinto, foi mostrado para ter abençoado seu filho, Dédalo, e seu sobrinho novo, Perdix. Tais exemplos demonstram o fato de que, apesar de sua natureza guerreira e absurda, Atena ainda era uma mãe atenciosa para seus filhos.

Ela também tinha um senso de justiça que nem mesmo seus próprios filhos eram isentos, como por exemplo, como ela puniu Dédalo por matar Perdix marcando-o com uma perdiz (a marca de um assassino). Na verdade, foram seus princípios morais que servem como parte da razão pela qual ela não tinha um bom relacionamento com Ares, pois considerava sua violenta e sangrenta versão de combate insípida. Ela também não se dão bem com Afrodite, pois sua natureza séria e digna fez com que ela achasse a Deusa do Amor algo superficial e presunçosa. Entretanto, Atena compartilhou um relacionamento familiar decente com Ártemis, ao ponto onde as duas irmãs tiveram frequentemente conversações, porque compartilham de umas personalidades um tanto similares e eram ambas deusas virgens.

Por último, mas não menos importante, Atena pôde deixar de lado rancores pessoais (pelo menos por um tempo) para ajudar aqueles que estavam em necessidade desesperada ou para servir o bem maior de todos. Como mostrado nos heróis gregos de Percy Jackson, apesar de Bellerophon ser um filho de Poseidon (que era um de seus rivais os mais amargos), Atena ainda ajudou-o capturar e domar Pegasus, que por sua vez o ajustou no trajeto a transformar-se um herói famoso. Outro exemplo notável pode ser visto em A Maldição do Titã: embora ela tenha votado contra a sobrevivência de Percy, ainda era um fato incontestável que ela havia prestado assistência a ele em sua busca. De fato, mais tarde ela confessou em O Último Olimpiano que ela poderia ter se enganado sobre Percy ser um perigo para o mundo. Por isso, pode-se dizer que embora Atena pudesse ser tão orgulhosa quanto seu pai, Zeus, ela ainda era uma deusa digna de respeito e admiração, pois não era da natureza da maioria das divindades ajudar os filhos de seus rivais de qualquer forma, ou mesmo chegar remotamente perto de confessar que eles estavam errados.

Aparência

AthenaGG

Athena em Deuses Gregos de Percy Jackson

Em Deuses Gregos de Percy Jackson, Atena é descrita como vestindo elegantes mantos cinza fluindo, armadura de batalha grega, e um capacete de Ouro Imperial em sua cabeça, que é decorado com imagens de gryphons e esfinges.

Em Heróis Gregos de Percy Jackson, Atena usa um longo vestido branco sem mangas, e segurou uma lança e um escudo retangular em suas mãos, com ambos os itens "brilhando com magia". De acordo com Perseu, seu rosto é bonito, mas também um pouco assustador, a maneira como uma deusa guerreira deve olhar. E, ao contrário de qualquer item cinzento sobre a ilha das Irmãs Cinzas, os olhos cinzentos de Atena eram brilhantes e "cheios de energia feroz".

Em O Mar de Monstros, Percy vê uma imagem de Atena induzida por sirenes e a descreve como uma bela mulher com uma forte semelhança com Annabeth, e embora ela estivesse vestida causalmente (jeans, camisa de jeans e botas de caminhada), lá era algo sobre ela que irradiava poder. Por isso, ele imediatamente a reconheceu por quem ela era.

Em A Maldição do Titã, Atena fez sua primeira aparição como guarda-florestal, com cabelos negros compridos puxados para trás em um rabo de cavalo e óculos coloridos. Quando ela tirou seus óculos, Percy viu que ela tinha olhos surpreendentemente cinza, como nuvens de tempestade. Mais tarde, quando Percy chegou ao Olimpo, Atena foi descrita como uma bela mulher de olhos cinzentos com um elegante vestido branco, e imediatamente a reconheceu como a mãe de Annabeth. Durante a conversa, Percy notou novamente a semelhança entre Atena e Annabeth Chase, na medida em que quase se dirigia a Atena como Annabeth, e também percebeu através de seu olhar cinza frio que ela faria um inimigo terrível.

Em O Sangue do Olimpo, enquanto ajudava Annabeth a combater Encélado, Atena veste a armadura de Ouro Imperial sobre vestes brancas fluindo, enquanto empunhando uma lança e um escudo de Aegis de bronze, com o temível rosto de Medusa sobre ele. O Aegis às vezes pode mudar de forma em um manto brilhante, que brilha "como se tecida através de filamentos de Ouro Imperial."

Como uma deusa, Atena poderia mudar sua aparência à vontade, embora ela retém sua beleza e dignidade deslumbrante não importa o que manifestação física que ela escolhe. Ela também foi vista como uma das mais belas deusas de todos, dado que ela era perfeitamente capaz de atrair a atenção masculina, mas ela emprega seus poderes para fazer coisas horríveis para eles se eles não deixam em seu primeiro aviso. Devido a isso, Atena se dá bem com Ártemis, sendo visto com personalidades semelhantes e muitas vezes conduzir conversas.

Minerva

Artigo Principal: Minerva

Atena pode mudar para sua contraparte romana de Minerva. Ao contrário dos outros deuses, como Minerva ela é menos guerreira e militarista e é, em vez disso, uma deusa de artesanato e sabedoria. Ela também permanece uma deusa solteira nesta forma, mas re-enquadra de ter quaisquer filhos em tudo, ao contrário de Atena que é capaz de ter "Filhos Cerebrais". Porque os romanos descreveram Minerva como uma deusa mais cerebral e recatada, ela não gosta dos romanos, apesar de ser um deus romano, como eles tiraram toda a sua importância militar e roubou sua estátua.

Habilidades

Atena é conhecida por ser uma das filhas mais poderosas de Zeus, sendo, portanto, uma deusa extremamente poderosa. Devido à sua influência considerável, ela tem um nível de adoração maior do que a maioria dos atletas olimpianos, o que contribui muito para seus poderes. Os únicos deuses que a superam são os seis olimpianos mais antigos (os Três Grandes, Hera, Deméter e Héstia). Ela é rivalizada por Apolo e Ártemis.

  • Sabedoria Divina: Como a Deusa da Sabedoria, Atena é extremamente sábia, inteligente e conhecedora, constantemente apresentando idéias brilhantes. Ela tende a medir as probabilidades sem levar em conta os sentimentos dela ou de outras pessoas, levando-a a votar para destruir Percy em A Maldição do Titã (mas ela foi derrotada). Durante a criação de Pandora em Deuses Gregos de Percy Jackson, Atena presenteou a garota com esperteza e curiosidade. Ela ensinou aos gregos inúmeras habilidades, como matemática e utilização de bois para arar seus campos. Devido à sua sabedoria, Zeus confiou nela para verificar os Titãs presos no Tártaro .
    • Habilidade Estratégica: Como a deusa da estratégia, Atena é uma estrategista excepcionalmente habilidosa, com grandes habilidades de observação e excelente habilidade de planejamento a longo prazo antes de agir. Ao contrário de Ares, ela só usa a violência como último recurso depois de pensar bem. Percy observou que Atena não cometeria um erro, porque odiava seu alvo ou mantinha opiniões emocionais - se ela fizesse um plano para destruir um inimigo, esse plano nunca falharia. Zeus admira as incríveis habilidades táticas de Atena, já que ele não a deixou sair da batalha com Typhon porque ela era sua melhor estratega. Ela pôde ver que Typhon era apenas um engodo no plano de Cronos para derrotar os deuses. Junto com sua filha, ela fez vários planos de batalha de vários graus letais em O Último Olimpiano.
  • Artesanato: Como a Deusa do Artesanato, Atena é uma artesã incrivelmente hábil. Como mostrado em Deuses Gregos de Percy Jackson, ela era responsável por ensinar artesanato de Pandora. Como mostrado em Heróis Gregos de Percy Jackson, Atena ajudou Jason a elaborar projetos para o Argo e esculpir sua própria proa mágica. Mais tarde, ela criou a moeda da Marca de Atena, que guia seus filhos semideuses até a Atena Parthenos.
    • Invenções: Embora não seja tão boa em inventar coisas como Hefesto e seus meio-irmãos Hermes, Atena realizou muitas invenções notáveis. Em Deuses Gregos de Percy Jackson, ela inventou o freio para permitir aos homens domar cavalos e a primeira flauta, que tocava lindamente por ser preenchida com seu hálito divino que permitia Marsyas temporariamente se segurar em uma competição musical com Apolo. Ela projetou e construiu notavelmente a primeira carruagem. Antes dos eventos de A Maldição do Titã, ela criou dois autômatos angelicais como presente para o pai.
    • Tecelagem: Atena é mais conhecida por seu talento em tecer, a própria arte que ela inventou. No tumulto olimpiano em Deuses Gregos de Percy Jackson, ela fez cordas mágicas capazes de conter Zeus, a ponto de precisar de ajuda dos Heiart Hekatonkheire Briares. Durante sua disputa com Arachne, Atena teceu uma tapeçaria impecável que era "majestosa, de tirar o fôlego e irradiava o poder dos deuses do Olimpo", embora a competição tenha terminado em uma partida.
  • Audiocinese: Sendo uma deusa das artes, ela tem uma afinidade por artes e música, embora não seja exatamente igual à de seu meio-irmão Apolo. Ela disciplinou as seguintes habilidades:
    • Persuasão: Atena mostra-se muito eloqüente, pois ela pode manipular outros deuses. Ela até evitou punições do Olympus Riot conversando com Zeus.
    • Memorização: Ela nunca pode esquecer o que ouve.
  • Proezas em Batalha: Como a deusa da guerra, Atena é uma excelente guerreira e uma mestre em combate armado e corpo a corpo, mas freqüentemente usa sua sabedoria para superar seus oponentes em vez de pura força. Como revelado em Deuses Gregos de Percy Jackson, ela aprendeu todas as suas grandes habilidades de combate com as ninfas do lago Tritonis. Ela e Pallas frequentemente se envolviam em lutas, que eram descritas como tão intensas que Zeus finalmente interveio. Durante a Guerra de Tróia, Atena conseguiu derrotar Ares sozinha e forçá-lo a fugir do campo de batalha. Ela foi capaz de derrotar o Encélado cuspidor de fogo (o Gigante mais astuto) duas vezes, com a ajuda de Hércules e mais tarde Annabeth em O Sangue do Olimpo. Em particular, Percy especulou que ela seria uma inimiga dez vezes pior que Dionísio (perigoso quando despertado até o ponto de ruptura) e rivaliza em batalha contra Poseidon (um dos três mais poderosos atletas olimpianos).
  • Telumcinese: Como a deusa da guerra, Atena tem um grande controle sobre qualquer arma, assim como Ares.
    • Conjuração de Armas: Ela pode conjurar qualquer arma, embora prefira usar sua lança e Aegis.
    • Maldições por Armas: Ela pode colocar maldições em armas.
    • Onisciência em Arma: Ela sabe tudo sobre uma arma quando a vê.
    • Desarmamento: Ela pode desarmar seus oponentes com um gesto.
  • Mistiocinese (limitada): Atena tem controle sobre a magia, embora não tanto quanto Hécate. Ela infundiu seu poder na estátua de Atena Parthenos (que atua como uma barreira incrível) e encantou um boné ianque com o poder da invisibilidade.
    • Concessão de Porções do Aegis: Como mostrado em Heróis Gregos de Percy Jackson e O Sangue do Olimpo, Atena pode imbuir as capas de seus heróis escolhidos com a invulnerabilidade de sua própria capa Aegis, que brilha com poder.
    • Clorocinese (limitada): Embora não seja tão poderosa quanto sua tia Deméter, seu meio-irmão Dionísio e sua sobrinha Perséfone, Atena tem um certo controle sobre a flora. Ela pode influenciar o crescimento de certas plantas, como as oliveiras.
    • Teletransporte: Ela transportou os livros de Annabeth da bolsa para substituí-los pelo boné dos Yankees, juntamente com um quadrado de ambrosia.
  • Partenogênese: Atena pode conceber filhos quando seus pensamentos divinos encontram a engenhosidade mortal dos homens. Seus filhos nascem da mesma maneira que ela nasceu, literalmente, tornando-os filhos de cérebro. Acredita-se que essa habilidade tenha sido influenciada pelo fato de ela ter saído do cérebro de Zeus.
  • Criação de Vida: Atena demonstrou a habilidade de manipular a própria realidade em uma extensão considerável. Ela conjurou uma serpente mágica, cujo objetivo era aprimorar as qualidades divinas de seu filho Erikthonius em Deuses Gregos de Percy Jackson.
  • Maldições: Atena pode colocar maldições horríveis em objetos e pessoas. Como visto em Deuses Gregos de Percy Jackson, ela amaldiçoou uma flauta para dar a pior fortuna para a próxima pessoa a tocá-la, o que acabou com o sátiro Marsyas sendo esfolado vivo por Apolo. Mais tarde, amaldiçoou Teiresias com cegueira permanente. Na Guerra de Tróia, ela amaldiçoou Ajax, o Menor, com loucura. Como mostrado em A Batalha do Labirinto , ela amaldiçoou seu filho Dédalo com uma marca escarlate em forma de perdiz que nunca desapareceria e levaria uma vida longa e torturada.
  • Transfiguração: Atena é muito talentosa no poder da transfiguração. Como mostrado em Deuses Gregos de Percy Jackson, ela transformou Medusa, Euríale e Esteno nas primeiras Górgonas, Coronis no primeiro corvo, Arachne na primeira aranha e Perdix em perdiz.
  • Metamorfose: Como uma deusa, Atena tem a habilidade de mudar de forma, na qual ela provou ser muito habilidosa. Como mostrado em Deuses Gregos de Percy Jackson, ela poderia se transformar em pura inteligência para viajar do estômago de Zeus para a cabeça dele, uma habilidade que ela havia aprendido com a mãe. Quando ela se aproximou de Arachne, ela se transformou em uma mulher idosa. Em A Maldição do Titã, ela apareceu como guarda florestal na Represa Hoover. Em O Último Olimpiano , ela assumiu o disfarce de uma coruja.
  • Controle de Animais: Atena parece ter um alto nível de controle sobre os animais sagrados para ela, como corujas e serpentes. Como visto em Deuses Gregos de Percy Jackson, ela mais tarde fazia com que pássaros e cobras seguissem e liderassem Teiresias, além de lhe conceder a habilidade de entender seu discurso.

Atributos

  • Seus atributos são sua lança, a armadura, os capacetes, as oliveiras, os Aegis e os Gorgoneion.
  • Seus animais sagrados são as corujas e serpentes, que representam a sabedoria do céu e da terra, respectivamente.
  • Atena é a deusa padroeira de Atenas, que recebeu o nome dela.

Presentes

Atena mostrou ser a deusa mais ativa, protegendo secretamente seus filhos dos monstros e dando presentes aos heróis que conquistam sua admiração.

  • Ela deu pedaços de Aegis a vários de seus heróis escolhidos no passado.
  • Ela deu a seu filho Dédalo e seu neto Perdix sua bênção de sabedoria.
  • Ela deu à filha Annabeth uma proteção contra monstros quando fugiu até encontrar Thalia e Luke, um limite de invisibilidade (embora tenha perdido seu poder em A Marca de Atena quando sua forma romana e Annabeth discutiram, mas depois a restaurou em um momento de necessidade no Estado-Maior de Serapis ) e um quadrado de ambrosia.
  • Ela concedeu a Reyna pedaços de Aegis para ajudá-la na batalha com Orina e deixar sua força junto com Belona.

Família

Annabeth Chase-Viria

Annabeth Chase, sua filha favorita

Embora seja uma deusa virgem, Atena pode conceber filhos semideuses unindo sua mente a seus amantes mortais, que ela considera o tipo mais puro de amor que alguém poderia dar. Seus filhos semideuses são "presentes" para os homens que ela favorece. Ela ama todos os seus filhos e é realmente a única divindade conhecida que reivindica semideuses ao nascer. Ela geralmente dá presentes aos filhos por suas missões e os protege quando eles precisam de ajuda. Athena considera Annabeth Chase seu maior orgulho e alegria. Ela confia profundamente na filha, a ponto de fazerem estratégias juntas em tempos de crise.

Crianças mortais

Parceiro Filhos
Hefesto Erikthonius
Metion Dédalo, Eupalamus, Sicyon
Augustine Washington George Washington
Jean Bartholdi Frederic Bartholdi
Frederick Chase Annabeth Chase
Sr. Pace Malcolm Pace

Relacionamentos

Deuses

Zeus

Zeus, pai de Atena.

Atena é a filha favorita de Zeus devido à sua natureza estratégica e justa. Ele a defendeu contra os outros deuses e aqueles que considerava oponentes letais. Embora muitas vezes ajude o pai em várias emergências, ela fez parte de uma revolta contra ele por causa de sua antipatia por suas ações ditatoriais.

Artemis RR

sua companheira deusa virgem.

Atena compartilhou um relacionamento familiar decente com sua meia-irmã Ártemis pois elas compartilhavam personalidades um pouco semelhantes. As duas deusas virgens geralmente conversavam depois das reuniões.

Poseidon

Poseidon, deus dos mares e seu rival.

Apesar de muitas vezes ter decisões semelhantes e muitas vezes compartilhar lados em tempos de guerra, Atena tem uma rivalidade amarga com seu tio Poseidon. O relacionamento deles parece ser a base de seu desagrado por Percy Jackson, filho de Poseidon, e não aprova o amor dele por sua filha. Embora ela tenha dito para ele ficar longe de Annabeth em várias ocasiões, ela parece ser mais civilizada com Percy no final da série.

Ares-0

Ares, uma atleta olimpiano e seu meio-irmão.

Apesar de ambos os deuses estarem no comando da guerra, Atena não tem um bom relacionamento com seu meio-irmão Ares. Ela considerou sua versão violenta e sangrenta do combate sem gosto, o que se opõe às suas intenções de vencer com o mínimo de mortes possível.

Official-Aphrodite-photo-the-heroes-of-olympus-31988843-500-747

Afrodite, uma companheira olimpiano.

Atena não se dava bem com Afrodite, pois sua natureza séria e digna a levou a encontrar a deusa da luxúria um tanto superficial e vaidosa.

Curiosidades

  • Como seus irmãos do Olimpo seu nome começa com um A.
  • Palas, um dos maiores asteróides do cinturão de asteróides, é nomeado após Palas Atena Partenos, um dos nomes alternativos de Atena.
  • Sua cor de cabelo é preta em A Maldição do Titã e loira em O Mar de Monstros. No entanto, isso é provavelmente devido ao fato de que a Atena que aparece n'O Mar de Monstros é apenas a percepção de Annabeth de Atena e não a Atena real.
  • Atena é uma das duas únicas olimpianas atuais que é virgem.
  • Ela é a única deusa da virgem grega que tem filhos.
  • Minerva, sua contraparte romana, é exibida na medalha de honra, a mais alta decoração militar concedido pelo Governo dos Estados Unidos.
  • Ela não gosta muito de Percy e Annabeth juntos por causa da rivalidade entre Poseidon ela.
  • Na série, Frederic Bartholdi projetou a Estátua da Liberdade como uma representação de sua mãe, Atena.
  • Na mitologia grega, a deusa Atena nunca teve filhos, exceto Erichthonius, que como os outros filhos de Atena, não nasceu no sentido tradicional.
  • Em alguns mitos gregos, Atena era a deusa da magia. A série de Percy Jackson contradisse isto fazendo Dédalo filho também.
  • Assim como Afrodite, a habilidade de mudança de forma de Atena tem sido enfatizada mais do que os outros deuses. 
  • Na série, Atena é descrito para ter olhos cinzentos. No entanto, é também seu apelido famoso, "Gray-eyed".
  • Conforme revelado em Deuses gregos de Percy Jackson e O Sangue do Olimpo, Hermes e Hefesto têm sentimentos não correspondidos por Atena.
  • Seus equivalentes egípcios (em termos de atributos) são Seshat, Isis, Thoth e Neith.
  • Seu equivalente nórdico seria Freya ou Nerthus.

Navegação

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.